segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Bothriurus araguayae, Vellard, 1934




Os escorpiões da família Bothriuridae Simon, 1880 sempre foram considerados escorpiões de difícil e complexa taxonomia, principalmente os pertencentes ao gênero Bothriurus. Este gênero foi descrito em 1861 contendo seis espécies validas até o final do século 19 (Lourenço & Monod, 2000), porem, desde então muitas espécies foram retiradas desse gênero e muitas outras incluídas.

Atualmente a taxônomia da familia Buthriuridae segundo Lourenço (2001) é a seguinte:

12 genera: Bothriurus Peters, 1861; Brachistosternus Pocock, 1893; Brazilobothriurus Lourenço & Monod, 2000;Centromachetes Lönnberg, 1897; Cercophonius Peters, 1861; Orobothriurus Maury, 1975; Phoniocercus Pocock, 1893;Tehuankea Cekalovic, 1973; Thestylus Simon, 1880; Timogenes Simon, 1880; Urophonius Pocock, 1893; and VachoniaAbalos, 1954. Geographical distribution: South America, Australia, and India (Himalayas).

As espécies do Gênero Bothriurus são comuns no hobby, provavelmente por se tratarem de escorpiões bonitos e com baixa toxidade na peçonha. Mas o hobbysta que se interessa pelo gênero deve estar ciente de que pode comprar “gato por lebre".
Ocorrem constantes erros de identificação das espécies pelos hobbystas, já que muitas das espécies só podem ser identificadas por taxonomistas experientes e não por "olhometro" como constantemente acontece.

Assim a maioria dos B. asper, B.bonariensis e B. araguayae que os “vendedores” estão "passando" na verdade não são os animais sugeridos! Para ter uma idéia essa é a lista dos escorpiões da família Bothriuridae em São Paulo segundo a pesquisadora DENISE MARIA CANDIDO.

" Na família Bothriuridae, temos dois gêneros, que são Bothriurus, com representantes de 5 espécies (B. araguayae, B. signatus, B. bonariensis, B. rubescens e B. moojeni),
e Thestylus, com representantes de uma única espécie, Thestylus glasioui."


Bothriurus araguayae, Vellard, 1934

A espécie Bothriurus araguayae é comumente encontrada em cativeiro, sendo que B. bonariensis também é bem comum entre os criadores. Atinge aproximadamente 4 cm de comprimento e possui coloração negra avermelhada, sendo que diferente dos escorpiões do gênero Tityus apresentam o exoesqueleto reluzente.

MANEJO.

Embora B. araguayae seja um escorpião com baixa toxidade de peçonha mostra-se mais agressivo que os representantes do gênero Tityus, quando molestados picam a pinça sem parar. Permanecem enterrados no terrário durante a maior parte do tempo, portanto, o terrário deve conter um substrato de no minimo 5 cm, com troncos, pedras e diversos outros abrigos. Um terrário de 30cm é mais que o sufuciente para criar um individuo. A altura do terrário pouco importa.

A umidade deve ser alta, em torno de 75%, (uma borrifada de água por dia).
Assim como todos os escorpiões B. araguayae conseguem subjugar presas bem maiores. Alimentam-se bem e com freqüência. O canibalismo é comum na espécie, portanto devem ser criados separados para minimizar perdas. Tratam-se de escorpiões lindos e ótimos para iniciantes no hobby, aquisição mais que bem vinda para uma coleção.

[chel.jpg]por Theraphosidae

3 comentários:

  1. ACHEI REALMENTE MUITO INTERESANTE AS POSTAGENS DO SEU BLOG...ESSAS SÃO INFORMAÇÕES ALÉM DE INTERESSANTES, IMPORTANTES TAMBÉM.
    TENHO UM BLOG QUE FALA SOBRE ANIMAIS PEÇONHENTOS, CASO QUEIRA DAR UMA PASSADA POR LÁ O ENDEREÇO É: http://blog.pop.com.br/osmaistemidos

    UM GRANDE ABRAÇO

    ResponderExcluir
  2. Achei muito interesante esse artigo sobre como criar Bothriurus, mas eu sempre criei escorpioes Tityus serrulatus e T.bahiensis( por serem mais faceis de encontrar). No caso de Bothriurus como faço para adquiri-lo, fazer coleta em Natureza?? Sei que nao existe lojas que comercializam estes animais aqui, embora a uns 20 anos era possivel encontrar especies exoticas em uma loja na Praça da liberdade. Como adquirir Thestylus ou Bothriurus???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os Bothriurus são comuns aqui no Brasil apenas tome muito cuidado com a especie pois agumas do genero tityus tabem são comuns no Brasil ,mas nessa classe de araquinideo em sua maioria tem peçonha.

      Excluir

Aracno Hobby Brasil é um blog destinado a divulgar e repassar o conhecimento adquirido, seja por pesquisa ou prática.
Não comercializamos animais. Obrigado pela visita.